Cali, le blonde california


Foi em 2015, num fim de tarde bem chuvoso que a pequena Cali, com aproximadamente 5 meses, foi entregue ao seu destino e despejada de uma carrinha.

Com muito medo, tímida, foi acolhida por uma amiga da Luísa, a Ana. Uns dias depois era já a dona da energia da casa, onde tinha como companheiros o Bali - um cão, e o Carapim - um gato que não reagia muito bem à sua presença.

Após duas semanas incessantemente à procura de uma nova casa para a Cali, não resisti em ir visitá-la a casa da Ana e começou ali a aventura das nossas vidas! 

Recebeu-nos à porta do prédio como quem recebe visitas em casa, mal ela sabia que, ao final desse dia, a sua casa seria outra.

 Os primeiros tempos não foram fáceis e percebe-se. Depois do abandono e de duas semanas em casa da Ana, ter que começar novamente do zero, a conhecer uma nova família, um novo espaço e novos hábitos, não seria fácil. Na sua nova casa os amigos de todos os dias deixariam de ser o Carapim e o Bali, para passar a ser a Julieta, a nossa coelha, o que para um cão com instintos de caça, foi uma aventura.

Aos poucos a insegurança passou para segundo plano e hoje ela sabe que faz parte da família. Ainda assustadiça a cada barulho que fuja da rotina, desconfiada com qualquer coisa que mexa sem perceber, mas com uma característica que nunca perdeu: gosta de pessoas, de as cheirar, de exigir mimo e desafiar para as brincadeiras que só a energia dela aguenta. É tão delicada quanto carente, gosta pouco de comer, penas são o seu guilty pleasure e não dispensa um raio de sol que entre pela casa. 

 

 


Deixe um comentário


Tenha em atenção que os comentários precisam de ser aprovados antes de serem exibidos